Bloco de Esquerda


Análise ao resultado das eleições Legislativas



Pedro Soares - Bloco de Esquerda
CONTEM CONNOSCO

A direita ganhou as eleições. Os portugueses quiserem castigar o governo de Sócrates e fizeram-no. Porém, deram a maioria ao PSD e ao CDS que, no essencial, têm agora o mesmo programa do PS – o memorando de entendimento com a Troika.

É um facto que a esquerda portuguesa não conseguiu mobilizar, a favor de uma alternativa, o forte descontentamento que se pressentia na sociedade. O Bloco, em particular, sofreu uma derrota eleitoral a nível nacional e, no distrito de Braga, perdeu o seu deputado.

Isso deveu-se a que a maioria dos eleitores viu no acordo com a Troika uma espécie de salvação para o desastre em que o País se afundava. As declarações de Teixeira dos Santos, ministro cessante das Finanças, sobre a incapacidade de Portugal, a breve prazo, cumprir com os seus compromissos e pagar salários, foi repetida ao infinito pelos dirigentes partidários da direita. Funcionou como uma verdadeira chantagem sobre os cidadãos.

No entanto, os partidos que assinaram as medidas de recessão económica da Troika, não falaram nessas medidas em concreto durante a campanha. Ninguém lhes conseguiu arrancar uma palavra sobre o aumento dos impostos, o congelamento das pensões, o crescimento do desemprego ou a privatização de empresas que são serviços públicos, como os CTT. Mas diziam abundantemente que só havia um caminho, o que a Troika quis impor.

A realidade virá agora, já a seguir. O novo governo levará à Assembleia da República aquelas medidas para serem aprovadas pela maioria de direita que os eleitores escolheram maioritariamente. O PS não conseguirá ser oposição, como lhe competiria, porque também assinou o acordo com a Troika. Resta-nos no Parlamento, em defesa dos que trabalham, a esquerda. E é assim que será. O Bloco sofreu uma derrota eleitoral, aprenderá com isso, mas não se dá por vencido.
Comentários (2)
armando antonio pereira santos disse

Boa tarde caro Pedro, foi de facto um grande desastre, acontece, o Povo continua com a memória curta e, acho eu, é demasiado ignorante ainda, mas, em minha opinião, ainda bem, assim o sistema capitalista aproximar-se-à mais rápidamente da falência. Fiquei bastante revoltado e logo vi que o companheiro Pedro não iria ter os votos suficientes... também acho que a campanha que fizemos não foi como habitualmente fazemos, foi um bocado fraca, a situação de muitos de nós é bastante complicada e daí ser dificil a mobilização... Espero que corra tudo bem consigo e não iremos desistir, eu pelo menos não... a luta continua... hasta la vitoria siempre


09 de Junho de 2011 17:52




Anónimo disse

Tenho pena de saber que não foi reeleito. Agora o Bloco terá que determinar e resolver aquilo que correu mal nestas eleições. A democracia agradece!


08 de Junho de 2011 12:24








Anónimo: