22 de Fevereiro de 2018
Cabeceiras de Basto | 02-10-2015
Por: Redacção
LivreTempo de Avançar defende «não quer ser só partido de oposição, quer fazer parte da solução»
Delegação com o Presidente de Câmara, Francisco Alves
Uma delegação da candidatura cidadã LivreTempo de Avançar pelo círculo eleitoral de Braga esteve em Terras de Basto a defender uma das suas prioridades políticas que é fazer parte de uma solução de Governo. Isso, segundo este movimento, não significa ter ministros ou secretários de Estado, mas conseguir espaço para poder negociar, com quem for Governo, as políticas que pautarão o futuro deste país.

Esta foi uma das mensagens políticas transmitidas à população em diversas ações de campanha realizadas em Cabeceiras de Basto. Ainda em período de pré-campanha, os candidatos do LivreTempo de Avançar, encabeçados pelo "candidato da terra", Marco Gomes, distribuíram as suas propostas na feira semanal de Refojos de Basto através da entrega de jornais de campanha e de folhetos informativos tendo, no mesmo dia, visitado um conjunto de entidades e associações do concelho.

Com o objetivo de auscultar os problemas e os anseios da câmara municipal, a delegação reuniu-se com o presidente da Câmara, Francisco Alves. Nesta audição com o executivo cabeceirense, foram apresentados os principais desafios, as oportunidades e as vantagens comparativas daquele concelho. Face à caracterização do concelho e à exposição dos problemas, a delegação apresentou a sua visão de como solucionar alguns dos problemas concelhios, dando grande destaque ao emprego. Nomeadamente, sublinhando a proposta daquele movimento que prevê o rejuvenescimento dos quadros das administrações locais bem como a defesa da regionalização como um instrumento essencial de coesão social e territorial.

De seguida, com o intuito de conhecer a dimensão do fenómeno do desemprego na região, a delegação visitou o Serviço de Emprego de Basto, dependência do Centro de Emprego do Médio Ave. As audiências continuaram visitando o Lar e Creche da ARCA - Associação Recreativa e Cultural de Arco de Baúlhe, o quartel dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses e as instalações da Fundação A. J. Gomes da Cunha.

Cabeceiras de Basto recebeu mais uma ação de campanha deste movimento no passado dia 27 de setembro, que consistiu numa visita ao recinto do «certame» económico Agro-Basto. A delegação, que contou com o cabeça de lista pelo círculo de Braga, o professor universitário Luís Cunha, esteve em contacto com os visitantes e expositores dando a conhecer o seu programa político, nomeadamente aquele que consta no seu programa eleitoral regional, e que prevê a conclusão da via rodoviária do Tâmega e os apoios ao sector agropecuário da região.

Achou esta notícia interessante?
Comentários (0)




Anónimo:



opinião demarcada
Vídeo em Destaque
Este vídeo foi apresentado no oitavo aniversário da adbasto (Associação de Desenvolvimento Técnico-Profissional das Terras de Basto), e conta, visual e oralmente, a história desta associação.
Notícias
  • Últimas
  • + lidas
  • + comentadas
  • + votadas
edição impressa