22 de Fevereiro de 2018
Cabeceiras de Basto | 02-10-2015
Por: Redacção
Candidatos do Bloco de Esquerda visitam Cabeceiras de Basto
Na imagem os representantes do BE e dos BVC
Os candidatos pelo Bloco de Esquerda (BE) à eleições legislativas, pelo círculo de Braga, encabeçada por Pedro Soares, estiveram no passado dia 18 de Setembro em Cabeceiras de Basto para uma apresentação do seus candidatos e do programa eleitoral do partido, onde também este presente Manuel António Silva, representante do BE em Cabeceiras de Basto.

Por volta das 16h00 da tarde dava-se a primeira paragem na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses. Aí puderam, após uma visita às instalações dos Bombeiros e uma explicação de todo o quadro operacional pelo Comandante Duarte Ribeiro, perceber quais os principais desafios e problemas que esta associação tem de enfrentar no seu trabalho quotidiano. O presidente da Direção Jorge Machado, deu conta da incerteza a que foram remetidas as associações de bombeiros voluntários no que diz respeito nos cortes por parte do Ministério da Saúde no transporte pré-hospitalar, sendo esta a maior fonte de receita destas associações. Para além disto, Jorge Machado mencionou ainda que a criação de uma equipa de intervenção permanente de 5 elementos (EIP) continua a ser uma batalha para o futuro, uma vez o protocolo foi assinado e este equipa nunca foi criada. Por fim o Comandante Duarte Ribeiro falou ainda das adversidades no que diz respeito ao combate a incêndios florestais, afirmando que continua a haver muito pouco investimento em prevenção, o que tornaria o combate muito mais fácil e reduziria a incidência de incêndios no verão.

Sobre isto Pedro Soares afirmou que um dos principais marcos do programa eleitoral do BE é reverter a desertificação do interior e queda enorme na agricultura familiar, com o consequente abandono de terrenos de carácter agrícola, como um importante factor na causa da devastação provocada pelos incêndios.

Mais tarde, por volta das 21h30 da noite, a delegação do Bloco, também acompanhada pelo conhecido professor da Universidade do Minho, Manuel Carlos Silva, apresentou as linhas mestras do seu programa eleitoral na sede Associação Independentes por Cabeceiras. Em primeiro lugar Manuel António Silva mencionou problemas importantes que têm afectado o concelho de Cabeceiras de Basto; um primeiro de cariz ecológico, sobre a existente poluição dos rios no concelho e outro sobre a educação, mencionando problemas na colocação de alunos nas escolas. Pedro Soares por sua vez usou do seu tempo para tornar a frisar que a aposta na agricultura de forma coerente com as estruturas agrárias do país, isto é, de cariz mais familiar, de menos escala e maior qualidade, é fulcral para contrariar a desertificação do interior, o envelhecimento estrutural e promover o crescimento económico de regiões mais carenciadas, como as predominantemente rurais. Na sua perspectiva Portugal tem de ter um papel mais activo na decisão das prioridades da Política Agrícola Comum para que esta não continue somente a promover o enriquecimento dos maiores proprietários de terras como no Reino Unido, em França e na Alemanha, ao invés dos produtores mais vulneráveis que acabam por abandonar a actividade.

A terminar, Jorge Machado realçou a importância da organização destes debates para que os diferentes partidos, que foram todos convidados a usar o espaço da Associação Independentes por Cabeceiras para apresentar o seu programa, para que os cabeceirenses possam ter acesso cara-a-cara com os candidatos àquilo que os mesmo se propõem para os próximos quatro anos.

 

Achou esta notícia interessante?
Comentários (0)




Anónimo:



opinião demarcada
Vídeo em Destaque
Este vídeo foi apresentado no oitavo aniversário da adbasto (Associação de Desenvolvimento Técnico-Profissional das Terras de Basto), e conta, visual e oralmente, a história desta associação.
Notícias
  • Últimas
  • + lidas
  • + comentadas
  • + votadas
edição impressa