22 de Fevereiro de 2018
Celorico de Basto | 09-09-2015
Por: Redacção
Inauguração das obras de requalificação da delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Gandarela
Sede da delegação da Cruz Vermelha Portuguesa em Gandarela
Decorreu no passado dia 2 de agosto, a cerimónia de inauguração das obras de requalificação das instalações da delegação da Cruz Vermelha de Gandarela de Basto tendo agora as condições apropriadas par albergar o corpo ativo.

“Esta obra resulta da disponibilidade de trabalho de uma instituição que tem um papel fundamental no apoio à população local. Teve por objetivo proporcionar a estes voluntários as melhores condições para o exercício da sua atividade. Nós, Câmara Municipal, associamo-nos a esta obra porque temos a perfeita noção da importância desta delegação para o nosso concelho”, disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.
Trata-se de uma obra há muito ansiada pelos órgãos sociais, operacionais e voluntários da Cruz Vermelha que ao longo dos últimos anos viram as suas instalações em permanente degradação, criando dificuldades nas condições de trabalho, e ameaçando as condições de segurança de todos os utilizadores deste equipamento.
“A delegação da cruz vermelha de Gandarela há muito ansiava por esta obra, agora, finalmente, temos novas condições para albergar os nossos trabalhadores. Contudo, apesar de estarmos melhor apetrechados para responder as necessidades da população temos a perfeita noção da necessidade de caminhar para o futuro conscientes das dificuldades e das exigências que esse caminho acarretara” disse Luís Sousa, presidente da delegação da CVP de Gandarela.
A cerimónia iniciou com a tradicional bênção das instalações da responsabilidade do padre Alexandre Sá seguindo-se o descerramento da placa inaugurativa.
A cerimónia contou com a presença de uma individualidade de destaque da Cruz Vermelha Portuguesa Nacional, Francisco Alvim, Vogal da Direção Nacional da CVP.
Terminados os discursos protocolares foram entregues medalhadas e distinções ao corpo ativo e às individualidades que apoiaram a execução da obra.
Recordar que a obra teve um custo global de 182 mil euros com iva tendo a câmara comparticipado as obras de requalificação das instalações da Delegação da Cruz Vermelha em Gandarela, no valor de 42,5 mil euros. Uma obra sem qualquer comparticipação nacional ou comunitária possível graças à solidariedade de beneméritos que se quiseram associar.

Achou esta notícia interessante?
Comentários (0)




Anónimo:



opinião demarcada
Vídeo em Destaque
Este vídeo foi apresentado no oitavo aniversário da adbasto (Associação de Desenvolvimento Técnico-Profissional das Terras de Basto), e conta, visual e oralmente, a história desta associação.
Notícias
  • Últimas
  • + lidas
  • + comentadas
  • + votadas
edição impressa