24 de Fevereiro de 2018
Ribeira de Pena | 26-11-2014
Por: Redacção
Populações de Agunchos e Formoselos manifestam-se na Vila de Cerva
Cerca de duas dezenas de populares, residentes das aldeias de Agunchos e Formoselos, manifestaram-se no passado dia 23 de Outubro, pelas 10 horas, em frente da Casa da Torre.

No centro das reivindicações está o pontão das Casas Novas que impossibilita diariamente a passagem de veículos pesados e que em períodos de chuvas mais fortes, fica, geralmente, submerso impossibilitando a passagem de qualquer veículo.

Alguns dos populares, aí presentes, já tinham tentado conversar com o Presidente da Câmara, Arq. Rui Alves, noutras quintas-feiras, dia de atendimento, mas tal não tinha sido possível até à data.

O jornal “O Basto” sabe que desta vez, apesar da espera, os populares acabaram por ser ouvidos pelo presidente da Câmara Municipal, ao final da manhã, na sede da junta de freguesia.
O alargamento deste pontão, que é a principal ligação das aldeias de Formoselos e Agunchos à Vila de Cerva, sede da freguesia, e onde diariamente passam dezenas de crianças para a escola, é uma pretensão antiga, que segundo um dos populares, “foi uma promessa eleitoral deste presidente, que passado um ano nada fez para alterar o estado das coisas, mas que já fala em dois campos relvados para jogar futebol”.

Achou esta notícia interessante?
Comentários (3)
ruquinha disse

o salazar voltou...


03 de Dezembro de 2014 15:30




Albertinho dos Reis disse

Campos relvados, festas e festinhas... mas quanto ás promessas, bem que querem eram só PROMESSAS...e como sabem de promessas em promessas, vão levando água ao seu moinho. Já agora, qual é a experiência política e autárquica, que tem uma certa professora que nós sabemos, bem essa foi uma promessa que cumpriram.


28 de Novembro de 2014 00:38




Anónimo disse

dois campos relvados? e depois dizem que não á dinheirof8


27 de Novembro de 2014 18:57








Anónimo:



opinião demarcada
Vídeo em Destaque
Este vídeo foi apresentado no oitavo aniversário da adbasto (Associação de Desenvolvimento Técnico-Profissional das Terras de Basto), e conta, visual e oralmente, a história desta associação.
Notícias
  • Últimas
  • + lidas
  • + comentadas
  • + votadas
edição impressa