24 de Fevereiro de 2018
Cabeceiras de Basto | 15-09-2014
Por: Redacção
Bombeiros Cabeceirenses investem 18 mil euros em Equipamentos de Proteção Individual
Duarte Ribeiro e Jorge Machado com novo fato de proteção individual.
Após uma preocupação do comando dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses junto da sua Direção, esta última esforçou-se para garantir a compra de equipamentos de proteção individual para ao combate a incêndios florestais.

A preocupação foi respondida e acabou por concretizar-se o esforço durante o último mês de Agosto. Esse esforço financeiro implicou um investimento imediato de 11 mil euros que garantiram a aquisição de 37 fatos completos (Dólman, Calça, Luvas e Cógulas) prevendo-se brevemente a aquisição de mais 22 fatos com o custo adicional de aproximadamente 7 mil euros.

Esta preocupação por parte do comando deveu-se ao facto de terem sido efetuadas alterações pelo Ministério da Administração Interna e Autoridade Nacional de Proteção Civil quanto à homologação dos equipamentos de proteção individual. Tais alterações decorrem do elevado número de bombeiros mortos no combate aos incêndios no anterior ano de 2013, onde duras críticas e queixas se direcionaram à incapacidade dos equipamentos em proteger os bombeiros no combate aos incêndios florestais. Foram igualmente vários os casos de bombeiros que no ano passado sofreram queimaduras pela falta de devida proteção.

Nesse sentido considerou-se, segundo a palavras do Comandante Duarte Ribeiro “fulcral o investimento em equipamento de proteção para o combate em incêndios florestais que, pelo menos, possam garantir um combate mais protegido e eficaz, reduzindo a probabilidade de ferimentos para os bombeiros. No entanto, Duarte Ribeiro lembrou que “os novos equipamentos não garantem imunidade ao perigo e será sempre preciso cuidado redobrado no ataque aos fogos.”

Em nome da Direção dos Bombeiros Cabeceirenses, o Presidente Jorge Machado lembrou ainda que outra motivação para esta aquisição se deveu ao atraso na entrega de equipamento resultante da candidatura já iniciada o ano passado pelas Comunidade Intermunicipais que previam entregar o equipamento ainda bem antes do inicio deste verão.

Nas palavras de Jorge Machado: “Ainda por cima, registou-se uma atraso de quase um ano, o que levou a que a direção dos Bombeiros Cabeceirenses fosse obrigada a adquirir, por meios próprios, 37 equipamentos de proteção individual, obrigando-nos a gastar cerca de 11.000€. No entanto, como o equipamento dos Bombeiros do ano passado deixou de ter homologação, tornou-se inadiável a aquisição de novos equipamentos devidamente homologados e que oferecem melhor proteção no combate ao fogo. Até porque, a segurança e a vida dos nossos homens não tem preço.”

Entretanto parte do equipamento da candidatura da Comunidade Intermunicipal do Ave foi já entregue em cerimónia na Câmara Municipal, como noticia também nesta edição O Basto, esperando-se para breve a entrega do restante.

 

Achou esta notícia interessante?
Comentários (0)




Anónimo:



opinião demarcada
Vídeo em Destaque
Este vídeo foi apresentado no oitavo aniversário da adbasto (Associação de Desenvolvimento Técnico-Profissional das Terras de Basto), e conta, visual e oralmente, a história desta associação.
Notícias
  • Últimas
  • + lidas
  • + comentadas
  • + votadas
edição impressa