24 de Fevereiro de 2018
Ribeira de Pena | 19-05-2014
Por: Redacção
Ribeira de Pena acolheu seminário de negócios sobre artes e ofícios tradicionais
Imagem do evento
Nos dias 8 e 9 de maio, Ribeira de Pena vai acolheu o seminário/encontro de negócios “Artes e Ofícios tradicionais: negócios com futuro?”, iniciativa que contou com o apoio da Câmara Municipal de Ribeira de Pena e que teve por objetivo analisar, debater e promover as Artes e Ofícios na perspectiva do negócio e da criação de valor.

Participam nesta iniciativa empresas, especialistas e representantes de instituições relevantes do sector (Adere-Minho, IAPMEI, IEFP, ADRAT, Portugal à Mão, entre outras). O dia 9 foi dedicado ao networking entre empresas e outras entidades de várias áreas da fileira das Artes e Ofícios Tradicionais, por forma a estimular a colaboração e o desenvolvimento de negócios e parcerias.

De acordo com António Luís Ferreira, director executivo da VERde NOVO, empresa organizadora do evento juntamente com a plataforma PPORTO.PT, o sector das artes e ofícios regista neste momento um grande incremento de atividade e interesse, em resultado da situação económica que o país atravessa bem como da crescente importância económica de que se revestem os produtos ligados à Cultura aos saberes e tradições locais. Esta realidade é particularmente visível através das inúmeras mostras e feiras que por todo o país se realizam para promover os produtos locais. No entanto, as exigências que hoje se colocam a estas empresas ao nível da gestão, do marketing, da certificação e da comercialização, geram dificuldades que importa encarar em ambientes de colaboração que lhes possibilitem ultrapassar essas dificuldades, decorrentes nomeadamente da reduzida dimensão que normalmente apresentam.

O programa do seminário incluiu painéis sobre os seguintes temas: Produto & Inovação, Marcas & Certificação, Distribuição & Mercados e Financiamento & Incentivos. A manhã do segundo dia, dia 9, foi dedicada ao networking e tem por objetivo a troca de experiências entre as empresas participantes e o estabelecimento de processos de colaboração.Ainda segundo António Luís Ferreira, o interesse que este seminário despertou ultrapassou as melhores expectativas, o que comprova o interesse e oportunidade desta temática, num momento em que se prevê a abertura a curto prazo de novos programas de incentivos a nível nacional e europeu. Outras iniciativas direcionadas para o sector das Artes e Ofícios estão já em preparação.

Achou esta notícia interessante?
Comentários (1)
Anónimo disse

com que então mais 10 coordenadores tecnicos?? como é posivel, a câmara municipal de ribeira de pena vai ter + 10 coodenadores tecnicos alem dos dos 6 que já tinha.


22 de Maio de 2014 11:53








Anónimo:



opinião demarcada
Vídeo em Destaque
Este vídeo foi apresentado no oitavo aniversário da adbasto (Associação de Desenvolvimento Técnico-Profissional das Terras de Basto), e conta, visual e oralmente, a história desta associação.
Notícias
  • Últimas
  • + lidas
  • + comentadas
  • + votadas
edição impressa